Com frequência, é-nos socialmente imposta uma tradição, um estereótipo, uma forma de estar e de pensar, quando nós só procuramos a nossa verdadeira forma de fazer as coisas. Acredito que ao interagir com um cliente, se lhe der o espaço e a liberdade para o conhecer, respeitando-o e tratando-o como um ser humano, uma fantástica relação de confiança e de entendimento começa a surgir. Isto é o que eu procuro alcançar convosco.
No vosso casamento vou estar lá a captar as fotografias de família e os pequenos pormenores do vosso dia, mas acima de tudo quero captar a mais íntima ligação que vocês partilham. Quero captar o planeado e o não planeado, as lágrimas, a cumplicidade dos olhares e os instantes de silêncio. Esses serão os momentos que recordarão do vosso dia e os que pensaram não ser possível de captar numa fotografia.

Quero que as minhas fotografias reflictam quem vocês são genuinamente. Elas serão um refúgio de conforto, um lugar onde podem voltar para se redescobrirem e se lembrarem, na versão mais verdadeira de vocês mesmos, de como se sentiram num dos dias mais felizes da vossa vida.


  • slide
  • slide
  • slide
  • slide
  • slide
  • slide
  • slide
  • slide